AVALIAÇÃO DO RISCO AMBIENTAL PARA USO DE DEJETOS LÍQUIDOS DE SUÍNOS COMO FERTILIZANTE DE SOLO

Autores

  • Eduardo Bernardo Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Claudio Rocha de Miranda
  • Sebastião Roberto Soares
  • Paulo Belli Filho

Resumo

O dejeto líquido de suínos (DLS) apresenta reconhecido potencial fertilizante para a agricultura, entretanto aplicações excessivas e/ou prolongadas de altas doses em sistemas agrícolas podem causar poluição do solo e da água. O presente trabalho apresenta a proposição de um modelo multicritério que visa identificar e classificar áreas agrícolas que recebem DLS como fertilizante de solo, de acordo com o grau de risco potencial de contaminação das águas superficiais. A proposta fundamenta-se no conhecimento de especialistas, no uso de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e na modelagem de um sistema de suporte à decisão. A determinação dos critérios de risco ambiental foi realizada com base em revisão de literatura e sua ponderação foi definida mediante consulta a especialistas de diversas instituições de ensino, pesquisa, extensão e meio ambiente do Estado de Santa Catarina. O modelo, denominado de SMRISK (Swine Manure Risk), foi aplicado em uma bacia hidrográfica com produção intensiva de suínos localizada no sul do Brasil e demonstrou ser mais restritivo em comparação com as normativas legais utilizados para o licenciamento ambiental da suinocultura no Estado de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2020-12-14