Aplicação de ferramentas de avaliação de risco à saúde humana a águas subterrâneas contaminadas com organoclorados

Autores

  • Mariana Barbosa Druszcz Universidade Federal do Paraná
  • Jörg Metzger Universität Stuttgart
  • Marielle Feilstrecker Universidade Federal do Paraná

Resumo

A avaliação de risco à saúde humana é uma importante etapa do gerenciamento de áreas contaminadas e visa reduzir custos da remediação. Atualmente, não há estabelecida em âmbito nacional uma ferramenta específica para a determinação dos riscos causados pela exposição a contaminantes e das metas para a fase de intervenção. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi determinar se há uma diferença objetiva no resultado de uma avaliação ao aplicar uma ferramenta em detrimento a outra. Foram avaliadas as Planilhas da CETESB e o softwareRISC5. Além disso, também buscou-se identificar as possíveis especificidades no uso de cada instrumento ao longo do desenvolvimento da avaliação a fim de majorar o conhecimento sobre cada sistema. Para tanto, foram realizadas simulações de avaliações de risco aplicando dados reais de um terreno onde o aquífero está contaminado com compostos organoclorados. Este estudo concluiu que as versões mais atuais das ferramentas disponibilizam uma gama diferente de cenários de exposição, modelos matemáticos, informações toxicológicas e ainda possuem diferentes níveis de flexibilidade para inserção de dados personalizados. Por fim, verificou-se que conforme o modelo conceitual da área e substâncias de interesse objetos de avaliação de risco à saúde humana, a escolha de determinada ferramenta pode influenciar no resultado final da avaliação, inclusive nas etapas seguintes do gerenciamento de áreas contaminadas.

Downloads

Publicado

2020-12-14