FINANCIAMENTO VIA BANCOS E INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO VOLTADO AO SETOR DE ÁGUA E ESGOTO

O CASO DE SANTA CATARINA

Autores

  • Amanda Fernandez de Morais Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernando Seabra Universidade Federal de Santa Catarina
  • Martina Matte Bauer Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Saneamento; Financiamento; Santa Catarina.

Resumo

O estado de Santa Catarina, assim como o Brasil, conta com elevada parcela da população atendida com água tratada, porém estima-se para os próximos anos um crescimento populacional, aumentando a demanda por recursos hídricos. Esse fato eleva a preocupação com a quantidade disponível de água, assim como a qualidade desse recurso, visto os baixos índices de coleta e tratamento de esgoto e a grande perda de água no sistema de distribuição. No estado, a situação precária do esgotamento sanitário agrava-se com a dificuldade de realização de obras nos pequenos municípios. Com a necessidade de grandes investimentos de longo prazo e recursos orçamentários limitados e insuficientes, reforça-se a busca por financiamento junto a bancos e instituições de crédito nacionais e internacionais. O presente trabalho busca investigar o financiamento interno e externo do setor a partir da Lei Nacional do Saneamento Básico de 2007. Constata-se que, apesar de recursos obtidos junto ao BNDES e a Caixa Econômica Federal, as fontes externas são essenciais, mesmo com risco de variações cambiais. Santa Catarina se destaca por obter além dos recursos junto ao BID, recursos junto à JICA, a AFD e a KfW.

Downloads

Publicado

2020-03-21