Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 7 - Nº. 2 - JUL/DEZ - 2010
ARTIGO
Eficiência de sistemas de aproveitamento de águas pluviais em municípios do estado do Rio Grande do Sul/Brasil
Resumo:
Essa pesquisa apresenta um estudo da eficiência (proporção do tempo em que o reservatório atende a demanda) de sistemas de aproveitamento pluvial para 30 estações plu¬viométricas pertencentes a 16 municípios do estado do Rio Grande do Sul/Brasil. A metodologia proposta oferece uma visão interligada da influência dos diferentes constituintes do sistema de aproveitamento (volume do reservatório, área de captação e demanda), simulando o comportamento deste como um todo. A hipótese do trabalho admitiu atividades de uso não potável em indústrias de bebidas, bacias sanitárias de residências uni e multifamiliar e lavagem de veículos em postos de combustíveis, com a utilização de diferentes áreas de captação e volumes comerciais de reservatórios. Os resultados individuais para as eficiências dos sistemas de cada uma das 30 estações revelou um comportamento muito semelhante àquele obtido pela utilização dos valores médios das eficiências. Existe um crescimento das eficiências (individuais e médias) em fun¬ção do aumento do volume de armazenamento do reservatório (considerando se a área constante) e em função do aumento da área de captação (considerando se o volume constante). Já a variação da eficiência média (diferença entre um dado valor de eficiência e seu valor subseqüente) diminuiu com o aumento da área para um volume constante em quaisquer das demandas simuladas. Entretanto, o mesmo não se pode afirmar a respeito dessa variação em relação ao aumento do volume para uma área constante, pois se por um lado existe uma tendência de diminu¬ir essa variação com o aumento do volume nas demandas em residência multifamiliar e em indústria, por outro, não existe uma tendência no caso da demanda em residência unifamiliar e postos de combustíveis. O método apresentado possibilita a visualização gráfica da eficiência a ser obtida nos sistemas de aproveitamento para determinada área de captação, volume de reservatório e demanda já implantada. Permite ainda, verificar as dimensões a serem projetadas em termos de área de captação e volume de armazenamento, conhecida a demanda, para que se consiga atingir uma determinada eficiência pretendida. Os critérios apresentados e discutidos mostraram se adequados resultando em eficiências consideravelmente satisfatórias ao atendimento parcial das demandas para fins não potáveis nos municípios analisados. 
Palavras-chave: aproveitamento de águas pluviais; eficiência do sistema de aproveitamento. 

 

 

91 visualizações   45 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 - Fax: (51) 3493 2233 - Celular: 55 9 9133 5038 - E-mail: abrh@abrhidro.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter