Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 15 - JAN/DEZ - 2018
ARTIGO
Modelos de poluição difusa: desafios, estratégias e impacto para a gestão de recursos hídricos
Resumo:
O controle de poluição apresenta-se como um desafio ao mesmo tempo técnico socioeconômico. A qualidade da água dos rios e reservatórios é reflexo direto das atividades desenvolvidas na bacia hidrográfica. O crescente grau de impermeabilização das bacias hidrográficas urbanas e o uso extensivo de insumos industriais, defensivos agrícolas e fertilizantes, além de produtos e serviços e atividades inerentes ao desenvolvimento são os principais fatores associados as fontes de poluição difusa nas bacias com características urbanas e rurais. Com origem no ciclo hidrológico a poluição por cargas difusas é bastante diversificada. Nesse contexto a modelagem de poluição difusa se apresenta como importante ferramenta de apoio ao processo de identificação das áreas geradoras desta poluição e ao processo de tomada de decisão conjunto com a população e ao estudo de alternativas para a mitigação dos efeitos dos processos de ocupação na bacia e implementação dos instrumentos de gestão de Recursos Hídricos. O grande diferencial e desafio dos modelos de poluição difusa está na capacidade de representar as características de uso e ocupação do solo associadas àrepresentação dos processos hidrológicos na bacia. A escolha do melhor modelo para um determinado problema deve considerar critérios bem estabelecidos. O presente trabalho apresenta uma revisão dos modelos de poluição difusa operacionais mais adequados a aplicação no contexto brasileiro, bem como constrói argumentos e critérios para a escolha de um modelo de poluição difusa, visando a implementação dos instrumentos de Gestão de Recursos Hídricos dentro da realidade brasileira. Adicionalmente, a partir da contextualização do problema de controle da poluição, apresenta os principais desafios e futuras direçõesem monitoramento e modelagem dos impactos da poluição difusa. 
Palavras-chave: Modelagem de poluição difusa; gestão de recursos hídricos, Sistemas de informação geográficas 

 

 

Diffuse Pollution Models: Challenges, strategies and impact for water resources management
Abstract:
Nonpoint pollution is simultaneously a technical and socioeconomical challenge. Surface water quality is a direct consequence of activities developed within a watershed. The Increasing watershed impermeabilization and extensive usage of industrial chemicals, fertilizers and pesticides, in addition to products and services inherent to economic development are the main factors associated to nonpoint pollution inputs. As it takes place within the hydrological cycle, nonpoint pollution is very diversified regarding sources and pathways. Within that context, nonpoint pollution modelling is an important support tool to source area identification and to the decision-making process, aiming to achieve impact mitigation and implementation of water resource management instruments. A big challenge concerning the choice of a nonpoint pollution model must consider well defined criteria. This work presents a review of nonpoint pollution models, focusing on the implementation of water resource management instruments to the Brazilian reality. Additionally, it presents the main challenges and current directions of nonpoint monitoring and modelling  
Keywords: Diffuse pollution modeling; water resources management, Geographic Information Systems 

 

 

38 visualizações   25 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrhidro.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter