Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 11 - Nº. 2 - JUL/DEZ - 2014
ARTICLE
Hormones and antibiotics associated with intensive pig production in a river basin
Abstract:
: In recent years, the use of pharmaceutical substances, mainly hormones and antibiotics, in agriculture has increased. The combined use of these pharmaceutical substances both in animals and humans has led to serious concerns related to the environment and human health due to potential adverse effects on the endocrine system and bacterial resistance. These substances are usually transported by runoff processes to rivers, modifying the quality of aquatic ecosystems. The aim of this study was to evaluate the occurrence of hormones (estradiol, 17--estradiol, 17--estradiol, 17--ethinylestradiol, estrone, norgestrel, progesterone and mestranol) and antibiotics (oxytetracycline, doxytetracycline, tetracycline, chlortetracycline, toltrazuril and sulfamethazine) in surface waters in the Coruja river basin, which has a drainage area of 48.79 km². This catchment area is one of the leading regions of pig production in southern Brazil. Samples were collected over a 15-month period from four stream water sites corresponding to sub-basins 1, 2, 3 and 4. The chemical analysis was performed by High Performance Liquid Chromatography (HPLC). Antibiotics and hormones were detected in 4,82 and 4,04 % of the samples respectively but only antibiotics were detected above the limit of quantitation. The samples with the largest analyte concentrations and highest occurrence were collected in January and February. The largest occurrence and highest concentrations of analytes was in sub-basin 2, which had the largest number of pigs. Chlortetracycline was the most frequently detected and also the most frequently detected analyte at quantifiable concentrations. These detectable and quantifiable levels of antibiotics represent an environmental risk, reducing the quality of surface waters. 
Keywords: Emerging pollutants, water quality, agricultural residues. 

 

 

Hormônios e antibióticos em rio de uma bacia hidrográfica com intensa criação de suínos
Resumo:
O uso de fármacos no setor agropecuário tem aumentado significativamente nos últimos anos, destacando-se as classes dos hormônios e antibióticos. O uso compartilhado destes fármacos tanto em animais como em humanos tem acarretado em grandes preocupações com a saúde humana e ao meio ambiente, podendo provocar alterações no sistema endócrino e de resistência às bactérias. Os fármacos, normalmente são transportados pelo escoamento superficial aos corpos hídricos, provocando a degradação do ecossistema aquático. Assim, este estudo visa avaliar a ocorrência de moléculas de homônimos e de antibióticos em águas superficiais na bacia hidrográfica do rio Coruja, cuja área de drenagem é de 48,79 km². Esta bacia é uma das principais produtoras de suínos na região sul do Brasil. Foram realizadas coletas mensais, durante 15 meses, em quatro seções fluviométricas, caracterizando as sub-bacia 1, 2, 3 e 4. As análises químicas foram realizadas em Cromatógrafo Líquido de Alta Eficiência (HPLC). Observou-se que as moléculas analisadas apresentaram concentrações detectáveis e quantificáveis, sendo o maior número ocorrido nos meses de janeiro e fevereiro. A sub-bacia 2 apresentou o maior número de moléculas quantificadas. Esta sub-bacia possui o maior número de suínos. Para os antibióticos, a molécula clortetraciclina foi quantificada o maior número de vezes, e as moléculas de hormônio não foram encontradas com concentrações quantificáveis. Conclui-se que nesta bacia, os antibióticos contidos nos dejetos líquidos suínos constituem risco de degradação da qualidade das águas superficiais.  
Palavras-chave: Poluentes emergentes, qualidade de água, resíduos agropecuários 

 

 

96 visualizações   48 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter