Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 2 - Nº. 2 - DEZ/DEZ - 1997
ARTIGO
Análise do rompimento hipotético da barragem de Ernestina
Resumo:
O rompimento de uma barragem é um evento que pode ocorrer devido a diferentes causas. A avaliação dos seus potenciais
impactos é um processo preventivo que faz parte das ações de planejamento da Defesa Civil. Essa análise deve buscar definir as
possíveis conseqüências do rompimento hipotético da barragem e medidas preventivas para mitigar as potenciais conseqüências.
Nesse estudo é simulado o rompimento da Barragem de Ernestina no rio Jacuí no Rio Grande do Sul. Os cenários foram estabelecidos
através da análise de sensibilidade dos principais parâmetros do modelo. O modelo DAMBRK foi utilizado para simular o escoamento resultante do rompimento num trecho de 200 km a jusante de Ernestina, no rio Jacuí até as barragens de Passo Real e Maia Filho, no mesmo rio. O impacto resultante foi analisado utilizando geoprocessamento para a determinação da extensão das áreas inundadas e a população atingida. Os resultados da análise de
sensibilidade mostraram que os resultados do modelo são particularmente sensíveis ao parâmetros relacionados ao volume
armazenado no reservatório. No mais severo cenário analisado a enchente devida ao rompimento de Ernestina deve atingir diretamente uma população de centenas de pessoas. 
Palavras-chave: análise, barragem,Ernestina. 

 

 

299 visualizações   169 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrhidro.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter