Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 8 - Nº. 4 - OUT/DEZ - 2003
ARTIGO
Evolução de Frentes de Lama em Canais ? Parte I: Uma Proposta Reológica de Herschel-Bulkley a Partir de uma Base Experimentalista Física
Resumo:
Essa comunicação científica versa sobre o tema de fluidos hiperconcentrados. Tem por objetivo desenvolver uma caracterização reológica de misturas sólido-líquido (água-argila caulinítica) com diferentes concentrações em volume (Cv) para as quais são determinadas, a partir de ensaios de reometria de precisão, as propriedades tais como a viscosidade aparente, tensão crítica de cisalhamento e curva de tensão de cisalhamento x taxa de deformação. Verificou-se, em condições controladas, a influência da temperatura, pH e concentração em volume (Cv) sobre a curva reológica dessas misturas, além de eventuais fenômenos de tixotropia e modo de preparo. O modelo reológico ajustado foi o de Herschel-Bulkley, a saber:( )nc k g + t = t & , onde: t é a tensão de cisalhamento; tc é a tensão crítica (ou rigidez inicial); k é um termo de consistência (viscosidade aparente);n é o índice de escoamento; e dy
g& = du é a taxa de deformação. Por fim, obtém-se, a partir de uma análise quantitativa global, leis de evolução dos diversos parâmetros reológicos em função da concentraçãoem volume. Os resultados obtidos nessa primeira grande campanha experimental corroboram
as tendências apontadas na literatura. 
Palavras-chave: fluido Não-Newtoniano; Herschel-Bulkley; frentes de lama, canais. 

 

 

28 visualizações   13 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrhidro.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter