Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 11 - Nº. 1 - JAN/MAR - 2006
ARTIGO
Aspectos Qualitativos de Águas de Lagoas Costeiras e seus Fatores Influentes ? Estudo de Caso: Lagoa MÃE-BÁ, Espírito Santo
Resumo:
Lagoas costeiras ocupam cerca de 13% da costa mundial, são ambientes rasos, altamente produtivos e submetidos a influências continentais e marinhas. Os usos múltiplos de suas águas e atividades antrópicas realizadas em suas bacias hidrográficas têm causado significativas alterações na qualidade de seus recursos hídricos. Objetiva-se, através de dados da lagoa Mãe-Bá, situada no litoral sul do Estado do Espírito Santo, contribuir para um maior conhecimento a respeito das influências de aspectos naturais e antrópicos sobre parâmetros de qualidade de águas de lagoas costeiras e das interações entre as diversas variáveis ambientais, além da caracterização do grau de produtividade desses ambientes. Para isto, foram utilizados dados de monitoramento da qualidade da água da lagoa, do período de setembro de 1993 a dezembro de 2002, para os seguintes parâmetros: temperatura da água, cores real e aparente, pH, oxigênio dissolvido, sólidos suspensos, sólidos dissolvidos, turbidez, demanda bioquímica de oxigênio, demanda química de oxigênio, série nitrogenada, fósforo total, ortofosfatos, ferro solúvel, ferro total, coliformes fecais, coliformes totais, clorofila-a, cloretos, condutividade e salinidade. Foram também levantados dados de monitoramento dos potenciais efluentes industriais e de variáveis meteorológicas. Realizaram-se testes estatísticos com os dados, com um nível de significância de 5%. Resultados foram comparados com limites estabelecidos pela legislação vigente. A lagoa Mãe-Bá apresentou características comuns a lagoas costeiras em geral. A sazonalidade influenciou fortemente a temperatura da água da lagoa, que não apresentou estratificação térmica e mostrou perfil de oxigênio dissolvido do tipo ortogrado, principalmente devido às baixas profundidades e à ação dos ventos. A lagoa apresenta águas ligeiramente salobras, e valores de condutividade menores que os de lagoas costeiras fortemente influenciadas pelo mar. Os resultados das classificações tróficas indicadas pelo Índice de Estado Trófico Modificado e pela metodologia de distribuição de probabilidade de estado trófico baseada em concentrações de fósforo total determinaram condições eutróficas na lagoa em pontos situados próximos a descargas de efluentes domésticos. Aumento sistemático do pH ao longo dos anos, supersaturação de oxigênio dissolvido, valores elevados de fósforo total, diferenças entre os parâmetros cor aparente e real, DQO bruta e filtrada e crescimento da densidade do fitoplâncton, constituída tipicamente por cianobactérias, indicam a existência de processo de eutrofização na lagoa Mãe-Bá. 
Palavras-chave: Descritores: lagoas costeiras; influências naturais e antrópicas; qualidade de águas; eutrofização. 

 

 

176 visualizações   72 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter