Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

A partir de 2017, a RBRH publica os artigos de forma continua. Os artigos estão disponíveis para consulta em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=2318-033120170001&lng=en&nrm=iso
ARTICLE
Hydrography and currents on the Pernambuco Continental Shelf
Abstract:
The present study presents the seasonal hydrography and currents of the Brazilian Northeast Continental Shelf. The study area is located on the Brazilian tropical coast of the Atlantic Ocean between 7.5 and 9 °S. This continental shelf is narrow (~35 km wide) and shallow, with shelf break lying at a depth of 60 m. Salinity and temperature data were collected monthly by means of hydrographic surveys, conducted across the shelf in a single transect in the central part of the study area, between March 2012 and May 2013. Two further campaigns were also conducted to characterize the winter (August 2013) and the summer (January 2014), covering the whole study area (4,600 km2). Water level and currents were measured using an array of Acoustic Doppler Current Profilers (ADCP) moored at mid-shelf in the central area. Seasonal temperature ranged from 26 °C in September to 29.5 °C in April, with a 2-month lag between the minimum and maximum air temperatures. Salinity did not present a clear seasonal pattern, fluctuating between 36.5 and 37.0 psu throughout the year. The mean temperature and salinity values obtained in the winter and summer campaigns were 26.5 and 27.6 °C and 37.1 and 36.7 psu, respectively. Tropical Water (TW) was predominant, accounting for 95% to 97%, with presence of Coastal Water (CW) limited to the inner part of the shelf. The mean flow velocity values in the water column in winter and summer were 0.11 and 0.06 m/s, respectively, similarly to the seasonal wind regime. Northward currents were observed predominantly in winter, with a short period of inverted southward current. These episodes were related to periods of wind relaxation and presented periodicity of 6-13 days, observed through wavelet analysis. This periodicity may be associated with atmospheric instabilities at higher latitudes. Summer currents were sluggish, when the tides accounted for 75 and 43% of the variance in the cross- and along-shelf current components, respectively. TW is the main water mass in the Pernambuco Continental Shelf (PCS) in summer and winter. Current intensity is weak and without direction in summer and stronger towards the north in winter.

 
Keywords: Water masses; Coastal Circulation; Continental Shelf 

 

 

Hidrografia e correntes da Plataforma Continental de Pernambuco
Resumo:
Este trabalho apresenta a descrição sazonal da hidrografia e hidrodinâmica de uma plataforma continental localizada na borda oeste do Atlântico tropical, a área de estudo encontra-se entre as latitudes de 7,5 e 9 °S, possui apenas 35 km de largura e 187 km de extensão, com a quebra de plataforma em 60m de profundidade. A salinidade e temperatura foram coletadas em campanhas hidrográficas mensalmente entre março de 2012 e maio 2013 por meio de transectos na região central da área de estudo. Também, duas campanhas foram realizadas, uma para caracterizar o inverno (Agosto de 2013) e outra o verão (janeiro de 2014) cobrindo toda a área de estudo (4600 km2). O nível da água e correntes também foram coletados com um Perfilado Acústico por efeito Doppler (ADCP) fundeado na região central da área de estudo. A variação sazonal de temperatura variou entre 26 °C em setembro e 29,5°C em abril, com um atraso de dois meses entre a temperatura mínima e máxima do ar atmosférico. A salinidade não apresentou variabilidade sazonal, estando entre 36,5 e 37,0 psu. A média de temperatura e salinidade das campanhas no inverno e no verão foram de 26,5 e 27,6°C e 37,1 e 36,7 psu, respectivamente. A Água tropical (AT) foi dominante, contabilizando 95% a 97%, com a presença de Águas Costeiras (AC) limitadas na região próximo da costa. A médias de velocidade de corrente na coluna d-água no inverno e no verão foi de 0,11 e 0.06m/s, refletindo o regime sazonal dos ventos. As correntes no inverno foram predominantes na direção norte, com um pequeno período de inversão para direção sul. Estes episódios ocorreram quando houve o relaxamento do vento e com a periodicidade entre 6-13 dias, retratado com a análise de ondeletas. Esta periodicidade pode estar associada com a instabilidade atmosférica em latitudes mais elevadas. As correntes no verão foram fracas, quando as marés contabilizaram 75% e 43% da variância nas correntes transversais e longitudinal respectivamente. A AT é a massa de água predominante na plataforma continental pernambucana no verão e no inverno, a intensidade das correntes no verão é fraca e sem direção definida e no inverno são mais fortes com o sentido norte.

 
Palavras-chave: Massas de água; Circulação costeira; Plataforma continental 

 

 

12 visualizações   0 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter