Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

A partir de 2017, a RBRH publica os artigos de forma continua. Os artigos estão disponíveis para consulta em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=2318-033120170001&lng=en&nrm=iso
ARTICLE
Prediction of the bedforms generated by density currents based on fluvial phase diagrams
Abstract:
Density currents, whose movement takes place by the density difference between the flow and the ambient fluid around it, can interact with the substract generating bedforms similar to the fluvial environments. However, there are no specific bedform phase diagrams capable to predict this type of phenomenon. This study aims to compare the prediction of fluvial bedforms phase diagram with those generated by experimental saline currents. Bedforms were generated in two-dimensional tilting plexiglass flume submerged in a larger tank filled with water with three different mobile beds and varied values of discharge and salt concentration. It was observed three types of bedform (lower plane bed, ripples and dunes), which, with the concomitant calculation of hydrodynamic parameters (mean velocity, energy and mobility) allowed the use of the phase diagram. It was observed that the fluvial phase diagrams did not present good predictions for bedforms generated by density currents. This fact is associated to the hydrodynamics differences (velocity and concentration profiles) and the limitation of the dimensional parameters in the extrapolation of results. Therefore, it is indicated the need to draw up a proper phase diagram to density currents.

 
Keywords: Density current; Bedforms; Physical modeling; Mobile bed; Bedform phase diagram 

 

 

Previsão das formas de fundo geradas por correntes de densidade a partir de diagramas de fases fluviais
Resumo:
As correntes de densidade, cujo movimento ocorre pela diferença de massa específica entre o escoamento e o fluido ambiente ao seu redor, podem interagir com o substrato gerando formas de fundo, similares às encontradas em ambientes fluviais. Entretanto não existem diagramas de previsão específicos correspondentes para esse tipo de fenômeno. Assim, este trabalho visa comparar a ocorrência das formas de fundo fluviais previstas nos diagramas de previsão com aquelas geradas por correntes de densidade salinas obtidas experimentalmente. As formas de fundo foram geradas em um canal bidimensional de declividade variável, preenchido por água, com três composições de leito móvel e diferentes valores de vazão, massa especifica e inclinação. Três formas de fundo foram identificadas (leito plano inferior, ondulações e dunas), as quais, juntamente com o cálculo de parâmetros hidrodinâmicos permitiram a utilização dos diagramas fluviais. Verificou-se que os diagramas fluviais não apresentaram boas previsões das formas de fundo geradas por correntes de densidade. A esse fato são atribuídas as diferenças hidrodinâmicas dos escoamentos (perfis de velocidade e concentração) e, também, à limitação dos parâmetros dimensionais na extrapolação dos resultados. Dessa forma, indica-se a necessidade de se elaborar um diagrama de previsão próprio adaptado a estas correntes.

 
Palavras-chave: Corrente de densidade; Formas de leito; Modelagem física; Leito móvel; Diagrama de previsão 

 

 

10 visualizações   0 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter