Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

A partir de 2017, a RBRH publica os artigos de forma continua. Os artigos estão disponíveis para consulta em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=2318-033120170001&lng=en&nrm=iso
ARTICLE
PAHs diagnostic ratios for the distinction of petrogenic and pirogenic sources: applicability in the Upper Iguassu Watershed - Parana, Brazil
Abstract:
Polycyclic aromatic hydrocarbons (PAHs) are considered persistent organic pollutants and can cause serious damage in some organisms, including mutagenic and carcinogenic properties. The aim of this study was to evaluate the PAH concentrations in an urban basin and use diagnostic ratios to possible distinguish sources of contamination. The surface water analysis showed predominance of compounds containing 3 to 4 aromatic rings while in suspended particulate matter and sediment there was a predominance of compounds containing 4, 5 and 6 rings. Although present in low concentrations in the sediment, assessment of toxicity equivalent factor (TEF) showed values higher than 3 ng g-1 pellet to 50% of the samples with values of up to 125.35 ng g-1. The use of diagnostic ratios allowed verifying that the main source of PAHs in these aquatic environments, are pyrogenic sources. Still, the use of such relations should be done with caution, trying to assess possible interference of degradation factors

 
Keywords: Diagnostic ratios; Risk assessment; Polycyclic aromatic hydrocarbons; Environmental contamination 

 

 

Relações diagnósticas de HPAs para distinção de fontes petrogênicas e pirogênicas: aplicabilidade na Bacia do Alto Rio Iguaçu - Paraná, Brasil
Resumo:
Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são poluentes orgânicos considerados persistentes e que podem causar sérios danos em alguns organismos, incluindo propriedades mutagênicas e carcinogênicas. O objetivo desse estudo foi avaliar as concentrações de HPAs em uma bacia urbanizada e utilizar relações diagnósticas para tentar distinguir fontes de contaminação. A análise de água superficial mostrou um predomínio de compostos de 3 a 4 anéis aromáticos, enquanto que para material particulado suspenso e sedimentos houve uma predominância de compostos com 4, 5 e 6 anéis aromáticos. Apesar de baixas concentrações no sedimento, avaliação de equivalentes de toxicidade mostraram valores superiores a 3 ng g-1 de sedimento para 50% das amostras, com valores de até 125.35 ng g-1. O uso de relações diagnósticas permitiu atribuir, nestes ambientes aquáticos, que os HPAs foram provenientes, principalmente, de origem pirogênicas. Mesmo assim, o uso de tais relações deve ser feito com o devido cuidado, tentando avaliar possíveis interferências de fatores de degradação.

 
Palavras-chave: Relações diagnóstico; Avaliação de risco; Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos; Contaminação ambiental 

 

 

10 visualizações   0 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter