Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

A partir de 2017, a RBRH publica os artigos de forma continua. Os artigos estão disponíveis para consulta em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=2318-033120170001&lng=en&nrm=iso
ARTICLE
Connectivity among Wetlands of EPA of Banhado Grande, RS
Abstract:
The Environmental Protection Area (EPA) of Banhado Grande, located in the Metropolitan Region of Porto Alegre, comprises three areas of marshes, the Banhado Chico Lomã, the Banhado Grande and Banhado dos Pachecos. In periods of large flood pulses extensive flooded areas are formed between these wetlands and the river Gravataí floodplain, establishing a connectivity between the Wetlands of EPABG. This connectivity indicates that there is an interaction between these wetlands, such as exchange of nutrients, sediments and living organisms. Thus, this study aims to map extensive floodable areas associated with large flood pulses and to analyze the connectivity areas in EPABG. For this, the work is structured in three steps: i) choice of satellite images between the years 2000 to 2015 to identify largest flood pulses; ii) mapping of floodable areas in large flood pulses using images Normalized Difference Index Water (NDWI); and iii) analysis of the connectivity among wetlands. As the results, in large flood pulses, with precipitation greater than 247 mm, in the 30 days prior to the date of the image, establishing a large area of connectivity between the wetlands, forming on the polygon defined by elevation of 11 metres, two types of connectivity: wetlands-wetlands connectivity, allowing interactions among environments with turf and lagoon deposits; and wetlands-stream connectivity, linking the alluvial and floodplain of the Gravataí River deposits with the background lagoon and paludals deposits. Already, in flood pulses of flooding with rainfall less than or equal to 200 mm, in the last 30 days, the flooded area appears fragmented inside the polygon associated at an elevation of 11 metres, mainly in the corridor between the marshes Grande and the Pachecos, that does not connect by flood, forming just wetlands-stream connectivity. Thus, the characterization of the flood pulses and connectivity become fundamental to the understanding of the dynamic of wetlands, because, make aware of for the need to preserve these areas of importance for flood control, microclimate regulation and maintenance of biodiversity. 
Keywords: Flood pulses; Marshes; Flood plain; Rainfall; River Gravataí 

 

 

Conetividade entre Áreas Úmidas, APA do Banhado Grande, RS
Resumo:
A Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande (APABG), localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre, compreende três áreas de banhados, o Banhado Chico Lomã, o Banhado Grande e o Banhado dos Pachecos. Em períodos de grandes pulsos de inundação extensas áreas inundáveis são formadas entre esses banhados e a planície de inundação do rio Gravataí, estabelecendo uma conectividade entre as Áreas Úmidas (AUs) da APABG. Essa conectividade faz com que haja interações entre essas AUs, como troca de nutrientes, sedimentos e organismos vivos. Deste modo, este trabalho tem por objetivo mapear as áreas inundáveis associadas aos grandes pulsos de inundação e analisar as áreas de conectividade na APABG. Para isto, estruturou-se o trabalho em três etapas: i) escolha de imagens de satélites e de dados de precipitação, entre os anos 2000 a 2015 para identificação dos grandes pulsos de inundação; ii) mapeamento das áreas inundáveis nos grandes pulsos de inundação, utilizando imagens de Índice de Diferença Normalizada da Água (NDWI); e iii) análise da conectividade entre as Áreas Úmidas. Conforme os resultados, em grandes pulsos de inundação, com precipitação pluviométrica maior que 247 mm, nos 30 dias anteriores à data da imagem, se estabelece uma grande área de conectividade entre as áreas úmidas, formando no polígono delimitado pela cota de 11 metros, dois tipos de conectividade: wetlands-wetlands connectivity, permitindo interações entre ambientes com depósitos paludiais e de fundo lagunar; e wetlands-stream connectivity, interligando os depósitos aluvionares e de planície de inundação do rio Gravataí com os depósitos de fundo lagunar e paludiais. Em pulsos de inundação com precipitação acumulada menor ou igual a 200 mm, nos últimos 30 dias, a superfície inundável apresenta-se fragmentada dentro do polígono associado à cota de 11 metros, principalmente no corredor entre os banhados Grande e dos Pachecos, que não chegam a se conectar pela inundação, formando apenas a wetlands-stream connectivity. Assim, a caracterização dos pulsos de inundação e da conectividade tornam-se fundamentais para o entendimento da dinâmica das AUs, pois, atentam para a necessidade de preservação destas áreas de grande importância para o controle de inundações, regulação microclimática e manutenção da biodiversidade.

 
Palavras-chave: Pulsos de inundação; Banhados; Planície de inundação; Precipitação pluviométrica; Rio Gravataí 

 

 

54 visualizações   0 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

Página: 1  2  

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter