Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

Porto Alegre, RS, 25 de janeiro de 2019.

 

As 13h do dia 25 de janeiro de 2019, a comunidade e ecossistemas de Brumadinho e dos municípios situados a jusante, foram atingidas pela onda de rejeito de mineração gerada pela ruptura da Barragem VI, e na sequência, das Barragens IV e IV-A implantadas no Córrego Feijão, bacia do rio Paraopeba, estado de Minas Gerais. As barragens são de propriedade da Vale SA. Elas apresentam a capacidade de cerca de 1,2 milhões de m³.

Os danos sociais, ecossistêmicos, econômicos, culturais, legais e institucionais provocados são desastrosos e fortemente lamentáveis.

É ainda mais lamentável saber que o empreendedor deste desastre é o mesmo do desastre catastrófico ocorrido pela ruptura da barragem de Fundão, na mesma região hidrológica, há pouco mais de 3 anos.

A Associação Brasileira de Recursos Hídricos expressa sua solidariedade com as vitimas humanas e ambientais, colocando-se a disposição da sociedade para contribuir na implementação e aprimoramento da Política Nacional de Segurança de Barragens (Lei nº 12.334, de 20 de setembro de 2010).

 

Associação Brasileira de Recursos Hídricos

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrhidro.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter