Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 18 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2013
ARTIGO
Comparação do Volume Utilizado em Lavouras Orizícolas com o Método do Balanço Hídrico
Resumo:
O conhecimento do volume utilizado em áreas orizícolas é de fundamental importância para a solução de problemas relativos
à distribuição da água entre os usos múltiplos e à concessão da outorga de direito do uso da água. Como alternativa para
controle desses volumes pode-se implementar o automonitoramento, isto é, o monitoramento dos volumes utilizados de água
realizado pelo próprio irrigante. Nesse artigo, o objetivo é analisar e validar a técnica de automonitoramento com uso de estruturas hidráulicas, como uma alternativa para determinação do volume de água utilizado no período de irrigação em áreas de arroz irrigado no Rio Grande do Sul. O experimento foi implantado em três municípios produtores de arroz irrigado: Cacequi, Cachoeira do Sul e Manoel Viana. Foram selecionadas cinco áreas, variando de 0,66 a 23,5 hectares. As estruturas utilizadas foram: vertedor triangular e retangular e o monitoramento foi realizado nos canais de entrada de água nas lavouras. Foi realizada medição diária da carga hidráulica durante o período de irrigação e posterior cálculo das vazões e do
volume. Esse volume foi comparado aos resultados do balanço hídrico calculado com variáveis meteorológicas. Os resultados
mostraram que os volumes monitorados pelos irrigantes são confiáveis, quando comparados aos volumes estimados pelo
balanço hídrico, sendo que apenas em uma das áreas foi obtido valor diferente dos demais, devido à falta de registro da
carga hidráulica em alguns dias do período de irrigação. Mostrou-se que o automonitoramento não exige mão de obra qualificada,
e sim responsabilidade no momento das anotações da lâmina de água e da precipitação. Conclui-se que o automonitoramento
apresenta significativo potencial para contribuir na gestão de recursos hídricos, uma vez que se constitui em uma alternativa técnica confiável e economicamente viável na determinação do volume de água usado na irrigação em áreas de arroz irrigado. 
Palavras-chave: Irrigação. Outorga. Estruturas hidráulicas. Medição de vazão. Balanço hídrico. 

 

 

52 visualizações   28 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter