Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 18 - Nº. 1 - JAN/MAR - 2013
ARTIGO
Modelagem e Simulaçao do Escoamento e Dispersão Sazonais de Agentes Passivos no Rio Araguari AP: Cenários para o AHE Ferreira Gomes-I-Amapá/Brasil
Resumo:
A pesquisa trata de simular a hidrodinâmica e a dispersão de agentes passivos na água aplicados ao estudo de impacto ambiental (EIA) para aproveitamento hidrelétrico (AHE) de Ferreira Gomes I, localizado no médio rio Araguari ? Amapá/Brasil. Objetivo é analisar as mudanças físicas relevantes do escoamento do rio como um fator abiótico decisivo para o equilíbrio do ecossistema aquático do reservatório futuramente formado. Além do escoamento são analisados os processos físicos de dispersão de agentes passivos na água, especificament e representados por cargas contínuas inertes, antes e após o enchimento do reservatório. A metodologia consistiu no uso de um sistema computacional CFX 11.0 para modelar e simular numericamente o escoamento turbulento. O modelo de turbulência utilizado foi o k-? padrão. Malhas computacionais em 3D foram geradas para representar a geometri a do sistema hídrico antes e após a construção do reservatório. Nos cenários
ambientais foram utilizados quatro valores de vazões sazonais em regime permanente: máxima, média, mínima e ?ecológica?. Os resultados indicaram significativa alteração tanto das características geométricas do canal natural quanto do comportamento hidrodinâmico dos campos de dispersão de agentes passivos na água. Verificou-se que o período
hidrológico sazonal menos chuvoso pode ser o mais crítico no ?controle? das vazões de montante do AHE Ferreira Gomes I,
principalmente pela operação da Usina Hidrelétrica de Coaracy Nunes (UHCN). Como conclusão observou-se que os cenários ambientais indicam a importância de se utilizar o critério hidrodinâmico na
adoção de um regime de vazões ?ecológicas?, pois os processos dispersivos de agentes passivos na água estão fortemente vinculados com os ecológicos e com manutenção dos ciclos biogeoquímicos na água (taxa de renovação, regime de
escoamento: lótico ou lêntico). Os resultados mostram-se úteis na aplicação de métodos determinísticos objetivos para
representar o escoamento, quando se considera as forçantes abióticas no ecossistema aquático de inundação do reservatório e aos usos múltiplos da água.  
Palavras-chave: Hidrodinâmica, dispersão de poluentes. Sazonalidade. Simulação. Vazão ecológica; AHE, Amapá.  

 

 

141 visualizações   45 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter