Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 17 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2012
ARTIGO
Comportamento do Arraste Superficial de Fósforo Reativo por Enxurrada sob Diferentes Coberturas Vegetais na Cultura da Maçã em Regime de Chuvas Simuladas
Resumo:
O fósforo é um elemento químico considerado chave para a qualidade das águas superficiais. Uma de suas principais ações de degradação é como gatilho desencadeador das florações algais, bastando uma pequena concentração deste elemento para sua ocorrência, sob determinadas condições. Uma das principais fontes de fósforo nas pequenas bacias rurais é o
fósforo antrópico, como o originado da agricultura. Este fósfor o pode chegar de várias formas ao corpo d?água, porém, uma
das formas pouco estudadas no Brasil é ofósforo reativo dissol vido. Nesta forma o elemento químico pode percorrer distâncias
muito maiores do que o fósforo particulado, pois está dissolvido na água do escoamento superficial, não sendo depositado ao
longo do caminho. Este trabalho busca comparar o arraste de fósforo reativo dissolvido para distintas formas de manejo em
pomares de maçã, cultura que necessita grande quantidade de fósforo em seu cultivo, cuja análise pode servir para reduzir o
risco da degradação dos recursos hídrico das pequenas bacias rurais, que por sua vez, são as principais fontes de abastecimento das pequenas cidades. Além disso, avaliou-se um sistema em situação considerada crítica, simulando-se uma intensa precipitação sobre a área de teste. Observou-se que a principal fonte de fósforo nestes casos é a forma de sal químico, através
dos adubos fosfatados solúveis. Com exceção do tratamento envolvendo revolvimento de solo e cobertura verde, as formas de
manejo que não envolviam manejo de solo com barreiras físicas, apresentaram pouco efeito na contenção do transporte de
fosfato reativo dissolvido. Além disso, verificou-se que há sazonalidade, tanto pontual como ao longo da estação de cultivo,
no risco apresentado, sendo que no terço inicial das primeiras chuvas após à fertilização dos pomares, o risco de arraste de
fósforo na enxurrada é mais elevado em relação a períodos chuv osos mais distantes da época de fertilização, podendo-se passar a avaliar o risco à bacia de formas sazonais e não anual. 
Palavras-chave: Pequenas bacias rurais; Gestão do ambiente agrícola; Contaminantes de origem agrícola. 

 

 

26 visualizações   14 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter