Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 17 - Nº. 1 - JAN/MAR - 2012
ARTIGO
Modelagem Hidrossedimentológica no Semi-Árido Paraibano Utilizando o Modelo Wepp e o Efeito de Escala Sobre os seus Parâmetros
Resumo:
A erosão do solo constitui a principal causa do empobrecimento precoce das terras produtivas e seus efeitos são agravados pelo desmatamento, adensamento populacional e práticas agropecuárias, que contribuem em muito para o aumento da produção de sedimentos e o consequente assoreamento de corpos hídricos. Para quantificar esta produção e o volume escoado em parcelas, microbacias e sub-bacias da Bacia Experimental de São João do Cariri (BESJC), foi utilizado o modelo hidrossedimentológico de base física WEPP (Water Erosion Prediction Project). Os parâmetros principais do modelo foram calibrados e os resultados mostram que o modelo é capaz de estimar adequadamente o escoamento superficial das unidades em questão, porém possui pouca precisão para estimar a produção de sedimentos em pequenas bacias. Os parâmetros principais do modelo são sensíveis à escala do experimento. Além disso, para sub-bacias, foi observado que a erosão por impacto de gotas de chuva deixa de ser o processo predominante dando lugar à erosão por fluxo concentrado em pequenos sulcos e nos canais. 
Palavras-chave: Erosão, modelo de base física, WEPP, semi-árido.  

 

 

64 visualizações   33 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter