Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 20 - Nº. 3 - JUL/SET - 2015
ARTIGO
Fluxos de água no consórcio milho-pastagem na microbacia hidrográfica do Rio Mundaú, Pernambuco
Resumo:
No contexto das mudanças climáticas globais, estudos que determinem a evapotranspiração (ET) de culturas agrícolas epastagens são de suma importância para se prever como essas mudanças afetarão o ciclo hidrológico. Muitos estudos têm medido a ET de pastagens, no entanto são escassos os trabalhos que mediram a ET e os outros componentes do balanço hídrico em pastagem consorciada com milho. Desse modo, o presente trabalho teve como objetivo determinar
os componentes do balanço hídrico (ET,variação do armazenamento de água no solo, drenagem profunda, ascensão capilar e precipitação pluvial)de uma área cultivada no consórcio milho-pastagem, em condições de sequeiro na bacia hidrográfica do Rio Mundaú, Pernambuco. O experimento foi realizado na Fazenda Riacho do Papagaio, em São João (8º 52- 30-- S, 36º 22- 00-- O e 705 m), durante o período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2013. Para a determinação dos componentes do balanço hídrico foram instalados sensores para medir a umidade volumétrica do solo nas profundidades de 0,10; 0,20; 0,30 e 0,40 m e um pluviógrafo. Além disso, foram realizados ensaios de infiltração, para determinação da condutividade hidráulica saturada do solo, bem como determinação da curva de retenção da água no solo, em laboratório. Também foi determinada a evapotranspiração de referência (ETo), pelo método de Penman-Monteith.Observou-seque os períodos com elevadas pluviosidades resultaram em maior armazenamento de água no solo e em maiores valores de
ET.A ET durante todo o período experimental foi a principal saída de água do sistema, com valor total de 406,8 mm e médio de 1,1 mm d-1. Os valores médios de ET para o solo nu, consórcio milho-braquiária e braquiária solteira foram, respectivamente, 0,8; 1,5 e 1,1 mm d-1. O consórcio milho-pastagem sofreu estresse hídrico, em quase todo período experimental, tendo em vista os valores da relação ET/ET o serem inferiores a 1.O período mais propício ao desenvolvimento de forragens (milho e braquiária) na região é de abril a agosto. 
Palavras-chave: Mudanças climáticas. Evapotranspiração. Balanço hídrico 

 

 

65 visualizações   45 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter