Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 20 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2015
ARTIGO
Caracterização isotópica (18O, D) e hidroquímica das águas da bacia do rio da Prata de São Luís/MA e vizinhança
Resumo:
Os isótopos ambientais oxigênio-18 e deutério foram utilizados como ferramenta na identificação de interação água subterrânea/água superficial na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata - Maranhão. Foram georreferenciados 19 pontos, 02 na barragem do rio da Prata, 02 nascentes e 14 poços tubulares e uma cacimba, para coleta de amostras no período seco e no período chuvoso e medida da condutividade elétrica e análise isotópica; também foram coletadas e analisadas isotopicamente águas de chuva da bacia hidrográfica. Os resultados mostram que nas nascentes, na barragem e em 07 poços CE < 100 µS/cm, em 04 poços na faixa de 110 a 137 µS/cm e em 04 de 203 a 400 µS/cm. As medidas isotópicas distinguem as águas da barragem que apresentam os maiores valores por efeito da evaporação, com -18O de -3,55 a -3,01- e -D de -16,7 a -15,4-, que as águas subterrâneas, com faixas de -18O de -6,90 a -3,45- e -D de -39,6 a -17,0-. Devido o forte -efeito de quantidade- nas chuvas anuais bastante variáveis, a origem da recarga dos aquíferos na bacia e vizinhança pode ser identificada. 
Palavras-chave: Rio da Prata - São Luís. Oxigênio-18 e deutério. Recarga de aquífero 

 

 

208 visualizações   102 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter