Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 20 - Nº. 4 - OUT/DEZ - 2015
ARTIGO
Determinação de fármacos anti-hipertensivos em águas superficiais na região metropolitana de Curitiba /Determination of antihypertensive drugs in surface water in the metropolitan region of Curitiba
Resumo:
RESUMO

A Bacia do Alto Iguaçu é de essencial importância econômica no estado do Paraná por estar localizada na capital do estado, Curitiba, pelo fato de ser o principal manancial de abastecimento da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). No entanto, devido ao crescimento da população, os corpos d-água estão sendo afetados por efluentes industriais e domésticos. Este trabalho tem como objetivo quantificar fármacos anti-hipertensivos no Rio Iguaçu e em três afluentes do Alto Iguaçu: Palmital, Atuba e Belém. Os resultados adquiridos por análises estatísticas mostraram fortes correlações de fármacos anti-hipertensivos com nutrientes, que indicaram que os rios da RMC apresentaram influência antrópica, possivelmente de esgoto doméstico in natura ou efluentes de estações de tratamento de esgoto. Os fármacos foram detectados nos quatros rios analisados e pode-se concluir que outros contaminantes podem estar presentes no ambiente aquático. O rio Atuba obteve as maiores concentrações de fármacos anti-hipertensivos (4658,2 ng L-1 de metoprolol, 3877,91 ng L-1 de propranolol e 123,8 ng L-1 de nadolol) no ponto a jusante da ETE Atuba-Sul. São necessários mais estudos para compreender a dinâmica dos fármacos anti-hipertensivos no ambiente para identificar possíveis contaminações em água subterrânea e potável.

Palavras Chave: Efluentes Domésticos. Águas Superficiais. Anti-hipertensivos. GC-MS/MS


ABSTRACT

The Upper Iguaçu Basin, located in the state capital, Curitiba, presents economic importance in the state of Paraná because it is the main source of water supply of Curitiba Metropolitan Region (RMC). However, with population growth, the rivers are being affected by industrial and domestic wastewater. This study aims to determine the concentrations of pharmaceutical compounds (antihypertensive group) in the Iguaçu River and three tributaries of the Upper Iguaçu Basin: Palmital, Atuba and Belém. The results obtained by statistical analysis showed strong correlations of antihypertensive drugs with nutrients and indicated that the rivers of the RMC presented anthropogenic influence, possibly from domestic sewage or effluent from wastewater treatment plants. Contaminants were detected in all four rivers of RMC and it is concluded that other anthropogenic compounds may be present in the aquatic environment. The Atuba River had the highest concentrations of anti-hypertensive drugs (4658,2 ng L-1 of metoprolol, 3877,91 ng L-1 of propranolol and 123,8 ng L-1 of nadolol), at the downstream point of Atuba-Sul WWTP. More studies are needed to understand the dynamics of antihypertensive drugs and other emerging compounds in the environment to identify possible contamination in groundwater and drinking water.

Keywords: Domestic sewage. Surface Water. Antihypertensives. GC-MS/MS 
Palavras-chave: Efluentes Domésticos. Águas Superficiais. Anti-hipertensivos. GC-MS/MS / Domestic sewage. Surface Water. Antihypertensives. GC-MS/MS 

 

 

149 visualizações   81 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter