Associação Brasileira de Recursos Hídricos
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 20 - Nº. 4 - OUT/DEZ - 2015
ARTIGO
Análise comparativa dos modelos de gash e de rutter para a estimativa da interceptação por floresta ombrófila mista / A comparative analysis of the gash and the rutter models for the estimation of rainfall interception by mixed ombroph
Resumo:
RESUMO

A interceptação é o primeiro processo pelo qual a água da chuva passa na bacia hidrográfica. O monitoramento e modelagem desse processo são importantes para se quantificar qual a parcela da chuva realmente chega ao solo. O objetivo deste trabalho foi fazer análise comparativa dos modelos de Gash e de Rutter para a estimativa da perda por interceptação (I) na bacia experimental do rio Araponga. A área de estudo está localizada no planalto Norte Catarinense. É uma área completamente coberta por Floresta Ombrófila Mista secundária. Foi utilizado um pluviógrafo para o monitoramento da chuva externa (P),para o monitoramento de chuva interna (Tf) foi utilizado uma calha interligada com pluviógrafo e para o monitoramento de escoamento pelos troncos (Sf)foi utilizado um sistema de4 árvores interligadas a outro pluviógrafo.Todos os parâmetros foram monitorados entre 26/02/2014 e 04/10/2014. A P total foide 1.352mm, distribuídos em 60 eventos; a Tf total foi de1.006 mm e o Sf somou 18 mm. A I obtida nas medidas de campo foi de 328 mm, correspondendo a 24% da precipitação total incidente acima do dossel. O erro relativo da simulação com o modelo de Gashesparso foi de 81% para a I acumulada utilizando os parâmetros obtidos a partir de relações empíricase 6% utilizando os parâmetros calibrados. O modelo de Rutteresparso teve erro relativo deI acumulada de77% utilizando os parâmetros obtidos a partir de relações empíricase diminui para 0% utilizando os parâmetros calibrados.

Palavras Chave: Interceptação. Floresta Ombrófila Mista. Modelo de Gash. Modelo de Rutter.


ABSTRACT

Monitoring and modeling interception is important to quantify how much water actually arrives at the soil surface. The objective of the present work was to perform a comparative analysis of the Gash and Rutter models for the estimation of loss by interception (I) in the Araponga river catchment. The study area is localized in the Northern Santa Catarina State plateau. The catchment is completely covered by secondary Mixed Ombrophilous Forest. Total rainfall (P) was measured using a tipping bucket rain gauge, throughfall (Tf) was measured using a trough connected to a rain gauge and stemflow (Sf) was measured from 4 different trees. It was all recorded automatically every 5min from 26/02/2014 to 04/10/2014. P, Tf and Sf during the period were 1352 mm, 1006 mm and 18 mm, respectively. Total Interception loss was 328 mm, corresponding to 24% of total rainfall. The total relative error for I of the Gash model was 81% when using parameters derived from measured data and 6% for calibrated parameters. The total relative error of I for the Rutter model was 77% when using parameters derived from measured data and 0% for calibrated parameters.

Keywords: Interception. Mixed Ombrophilous Forest. Gash Model. Rutter Model. 
Palavras-chave: Interceptação. Floresta Ombrófila Mista. Modelo de Gash. Modelo de Rutter./ Interception. Mixed Ombrophilous Forest. Gash Model. Rutter Model. 

 

 

139 visualizações   71 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter