ABRH
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

Parlamento Nacional da Juventude pela Água - PNJA

 

Essa iniciativa é a primeira edição no Brasil com base no modelo Nacional do World Youth Parliament for Water, sendo apadrinhada pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos e pela Secretaria Internacional de Águas,  e apoiada pela  Rede de Jovens Engajamundo e a Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas - REBOB.

 

Objetivos gerais:

 

Considerando a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) do dia 28 de Julho de 2010, garantindo que reconhece o acesso a água como um direito humano,

 

O Parlamento Nacional da Juventude pela Água:

 

  • Remodela o futuro tomando parte em discussões relacionadas a temática da água;
  • Enfatiza veêmentemente a importância da participação dos jovens nos processos de tomada de decisões, para criar e estimular plataformas de participação da juventude;
  • Enfatiza a importância de jovens serem educados por outros jovens sobre problemáticas relacionadas a água;
  • Dissemina o conhecimento de assuntos relacionados a água, principalmente entre os jovens, em nível local, estadual, regional e nacional.

Objetivos específicos:

 

O parlamento Nacional da Juventude pela Água,

 

  • Coordena, supervisiona, guia e da suporte aos programas de jovens e sugere medidas concretas para facilitar resultados e visibilidade dos projetos relacionados por jovens.
  • Provê ferramentas prática e teóricas para cooperação e colaboração entre os jovens para que eles estejam preparados para se comunicar efetivamente, compartilhar conhecimento e recursos.
  • Facilita a cooperação entre jovens e stakeholders, principalmente nos processos de decisão governamentais.
  • Constitui esfera de participação social no campo dos recursos hídricos, pretendendo articulação com outras esferas formais e informais, em especial os Conselhos de Meio Ambiente.
  • Aprimora o conhecimento de assuntos relacionados com a água entre os jovens, estimulando a educação ambiental.
  • Regionaliza atividades de participação e transformação local. 

 

Capítulo 1: Generalidades  

 

O Parlamento Nacional da Juventude pela Água é laico e democrático. Garante a igualdade de todos os membros, sem discriminação de origem, cor, gênero, orientação sexual, religião ou crenças.

 

O idioma do Parlamento é português, não sendo necessário que as pessoas saibam outros idiomas.

 

Capítulo 2: Membros

 

A partir dos formulários de aplicação enviado pelos candidatos, a organização vai fazer a seleção dos parlamentares, de acordo com os seguintes critérios:

 

  • 2 representantes por estado.
  • Os parlamentares devem ter entre 18 e 27 anos durante a Assembléia Geral
  • Sem prejudicar o Capítulo 1, o comitê de seleção deve considerar o equilíbrio entre os gêneros.
  • A seleção deve garantir que os parlamentares forme um time multi-disciplinar.
  • Todos os parlamentares devem ter respondido integralmente o formulário de inscrição

 

Capítulo 3: Organização

 

Artículo 1: A assembléia Geral

 

É composta por todos os membros.

 

Artículo 2: Representantes Regionais

 

Deve ser escolhido durante a Assembléia Geral, através de eleição, um representante para cada Região do Brasil. De forma a garantir que os jovens continuem mantendo contato, garantido o trabalho em conjunto e a integração do time.

Cada parlamentar elege um representante da sua própria região, o Representante Regional será aquele que receber o maior número de votos.

 

O segundo mais votado, será o segundo Representante Regional, o qual auxiliará o primeiro na garantia do trabalho de equipe dos parlamentares.

 

Capítulo 4: Regimento Interno

 

Artículo 3: Plenária

 

A plenária produzirá um Manifesto Jovem.

 

Para ser aceito, os paragráfos devem ser concordados por consenso entre os parlamentares.

 

Se não ocorrer consenso, os pargráfos devem ser submetidos a votos, a maioria é garantida por um acordo de dois terços dos parlamentares.

 

Capítulo 5: Elementos Diversos

 

Os parlamentares devem fazer uma pesquisa prévia sobre os recursos hídricos de seus estados. Tal como a qualidade das águas e uso das águas. Águas doces e salinas devem ser abordadas (em caso do Estado estar localizado em uma Zona Costeira).

 

Após a Assembléia Geral os parlamentares devem fazer ações locais concretas. (Exemplo: monitorar um rio, mutirão de catação de lixo, criação de grupos de debates ou atividades de educação ambiental, reflorestamento, saneamento, facilitar o acesso a água, capacitação de população ribeirinha, etc. ), quanto através de advocacia política (participação de comitês de bacias, fóruns regionais, vídeos de mobilização, etc.)

 

O parlamentar pode ocupar o espaço de sociedade Civil em reuniões de Comitê de Baciais, Fóruns de debates, etc.

 

 

Apoio:

 

          

 

 

 

 

Contato:

contato.pnja@abrh.org.br

 

 

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter