ABRH
 
Facebook
Linkedin
Twitter
SISTEMA DE REVISÃO: SUBMETA SEU ARTIGO
   
Login / Cadastre-se
 

Estudo sobre metodologia comum para cálculo de perdas de água nas Bacias PCJ é concluído

15.12.2016

O Consórcio PCJ elaborou norma técnica com elementos para a criação de índice regional para medir as perdas hídricas nas Bacias PCJ. A proposta foi apresentada na Câmara Técnica de Saneamento (CT-SA), em setembro, e agora está de posse dos Comitês PCJ que decidirá quanto a promoção em todos os municípios da região do novo modelo, podendo ser executado em conjunto com a metodologia aplicada atualmente pelos serviços de água ou a adoção plena pela nova forma de cálculo.

 

O procedimento apresentado pelo Consórcio PCJ estabelece as diretrizes básicas para a determinação do índice de perdas na captação e distribuição de água para abastecimento público (água potável), e contempla todas as variáveis importantes desde a água captada para água bruta, o volume produzido nas estações de tratamento e/ou agua importada, volumes consumidos medidos e/ou estimados e volumes de serviço; estabelecendo através de um Matiz de Balanço Hídrico este índice de Perdas. 

 

O índice de perdas regional proposto levará em conta o balanço hídrico de cada município da região. No entanto, o balanço hídrico possui diversas formas de ser calculado, dependendo do modelo utilizado, o que pode gerar distorções ao comparar entre um método ou outro. Diante disso, houve uma necessidade em se padronizar uma terminologia que fosse conhecida e empregada pelas companhias de saneamento do mundo todo.

 

A Força Tarefa de Perdas de Água da IWA (International Water Association) elaborou abordagem padrão das melhores práticas internacionais para o cálculo do Balanço Hídrico, com a definição de todos os termos envolvidos, com o propósito de padronizar as terminologias. O trabalho resultou numa matriz onde são apresentadas as variáveis mais importantes para a composição dos fluxos e usos da água e é com base nesses dados e complementados com os subsídios do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (SNIS) do Governo Federal, que o estudo para a elaboração de metodologia para cálculo de perdas regional foi produzido. 

 

“A aplicação deste método para a determinação de índice de perdas que possa ser utilizado com critérios comuns para toda a Bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, fornece um parâmetro importante para um eficaz monitoramento das perdas hídricas nas redes públicas de abastecimento”, comenta o secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz.

 

Segundo o técnico responsável pelo estudo do Consórcio PCJ, o engenheiro Sérgio Carvalho, o monitoramento das perdas é importante para medir o desempenho e eficácia dos serviços prestados, além de melhorar a saúde financeira dos serviços de abastecimento. “A implementação das atividades de controle e redução de perdas ressalta a necessidade da utilização de ferramentas para avaliação que possam gerar diversos indicadores de desempenho, permitindo comparações, planejamento e avaliação de resultados, além de se estabelecer a metodologia para avaliação da confiabilidade dos indicadores”, comenta.

 

Um eficaz monitoramento do índice de perdas promove o uso racional da água no abastecimento público, ao mesmo tempo que a eficiência do serviço prestado propicia melhor produtividade com as ferramentas existentes e a postergação de investimentos para a expansão dos sistemas de abastecimento de água.

 

O crescente aumento do valor nominal do metro cúbico de água em níveis regionais e nacionais devido à escassez ou degradação da qualidade da mesma, sistemas gerenciais para controle de perdas não são apenas recomendados, mas exigidos por organismos de liberação de recursos e de representação da sociedade.   

 

 

 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE RECURSOS HÍDRICOS

Onde Estamos
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Caixa Postal 15029 - CEP 91501-970 - Porto Alegre - RS - Brasil

Nossos Contatos
Fone: (51) 3493 2233 / 3308 6652 - Fax: (51) 3493 2233 - E-mail: abrh@abrh.org.br

ABRH NA REDE
Facebook     Linkedin     Twitter